Acta Botanica Brasilica, Vol. 22, No 2 (2008)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

Fenologia reprodutiva de espécies de bromélias na Serra da Piedade, MG, Brasil

Andréa Rodrigues Marques, José Pires de Lemos Filho

Resumo


O presente trabalho objetivou caracterizar a fenologia reprodutiva das espécies de Bromeliaceae da Serra da Piedade. Das dezoito espécies estudadas, 72% floresceram na estação chuvosa e 28% na estação seca. Observou-se que a floração das bromélias ao longo do gradiente altitudinal da Serra da Piedade foi seqüencial e influenciada pela sazonalidade das chuvas. A maioria das espécies que ocorrem no habitat xérico pedregoso (acima de 1.400 m de altitude) apresentou a floração na estação chuvosa, enquanto que três das cinco espécies que ocorrem no ambiente mésico florestal (abaixo de 1.300 m de altitude) floresceram na estação seca. Espécies simpátricas com características florais semelhantes, como Tillandsia stricta, T. gardneri, Vriesea crassa e V. citrina, também apresentaram floração seqüencial. A dispersão das espécies com sementes aladas (Pitcairnoideae) e plumosas (Tillandsioideae) ocorreu na estação seca, exceto para Dyckia saxatilis e Racinaea aerisincola. Foi observada assincronia na maturação dos frutos e dispersão das sementes entre as bromélias zoocóricas. É provável que essas condições permitam às espécies de bromélias da Serra da Piedade evitar a sobreposição do uso de animais vetores de pólen e de sementes.

Texto Completo: PDF

ISSN 1677-941X (on-line) / 0102-3306 (print) Patrocínio financeiro: CNPq e CAPES